Mulheres que inspiram

“Tive um processo de emagrecimento no qual perdi 28 kg, que resultou numa lesão no calcanhar me impedindo de correr, e isso foi o que me levou para Bicicleta”.

Mulheres vem transformando suas vidas e de muitas outras por todo país através da bicicleta. A ideia é mostrar quem são elas e como a bicicleta mudou seu modo de viver e olhar o mundo.

A mudança interna envolve autoconhecimento e autoestima; e muitas vezes a gente precisa de um empurrãozinho para que ela aconteça. Por isso, vale a pena conhecer a história de superação da Geni Silva.

Moradora de Taquara no Rio Grande do Sul, esta gaúcha linda de 47 anos que descobriu um mundo novo depois que começou a pedalar.

Sua história com a Bike começou em 2015 quando passou por um processo de emagrecimento no qual perdeu mais de 28 kg. Na tentativa de correr para acelerar o seu metabolismo sofreu uma grave lesão e quase desistiu de tudo. Mas o marido que já pedalava resolveu convidá-la para um passeio de bicicleta, então o convite foi aceito e claro, amor a primeira vista.

Geni além de ficar longe de novas lesões, conseguiu alcançar seu objetivo de emagrecer e deu um novo sentido a sua vida.

Filhos, família, trabalho, autoestima, insegurança, sexualidade, saúde, emoções, nada disso fez com que abandonasse a bike. Muito pelo contrário, cada vez mais apaixonada pela bicicleta e por todos os benefícios que vinha sentindo, pensou que isso deveria ser compartilhado e que poderia ajudar outras mulheres com a sua história, seu exemplo e sua paixão pela bicicleta. Foi quando resolveu convidar “azamigas” para um pequeno encontro, mas desta vez não seria num bar,mas sim, numa trilha e de Bicicleta.

E ela foi mais longe. Criou o Grupo AS GURIAS DO PEDAL.

“Como eu pedalava com meu marido só aos domingos, mas não gostava de ficar o sábado sem ter o que fazer, chamei através do facebook alguma mulher que quisesse pedalar comigo. No primeiro encontro fomos em 11, depois diminuiu bastante, mas não desistimos.

Até que em agosto de 2016 o grupo ganhou corpo, cor, alegria, disposição e hoje somos mais de 45 mulheres.

Nós nos encontramos no mínimo duas vezes por semana, mas o pedal de sábado é o mais sagrado.

Criamos uma forte relação de amizade, respeito e amor. Depois dos pedais gostamos de bater papo, sempre fazemos encontros, jantares entre famílias e ajudamos entidades carentes.É um grupo muito unido e forte.”

A maior mudança segundo ela foi o laço de amizade que se formou entre elas, são mais parceiras e todas gostam muito de pedalar juntas e em contato com a natureza. “Um sentimento que não existe palavras para descrever tamanha emoção e felicidade que a bicicleta trouxe para minha vida e na vida das Gurias do Pedal”.

Parabéns Gurias, vocês são mulheres que nos inspiram.

São histórias inspiradoras, felizes e completamente possíveis, quando se dá o primeiro passo. O ponto em comum entre todas as histórias é que houve primeiramente uma mudança interna; uma das maiores e mais importantes mudanças da vida!

Estas histórias têm como objetivo incentivar você a experimentar uma vida mais livre e feliz junto à bicicleta, trilhas e amigos. Espero que tenha gostado.

Aguardo sua história, suas experiências, críticas e sugestões.

Bikebeijo

É mulher na bike que a gente quer ver no outubro rosa?

O pedal outubro rosa #juntassomosmais em Guarapuava foi lindamente colorido por mulheres maravilhosas. Cada uma no seu ritmo, no seu tempo e na sua vontade abrilhantaram as estradas e a cidade de Guarapuava. Parabéns a família @los_manolos_elas_no_pedal e @biksstore e a todos que colaboraram para este lindo e emocionante evento.

Saiba mais

Compartilhe suas considerações

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vou de Bike e Salto Alto. Mulheres amantes da bike e do salto alto encontram seu lugar para dividir experiências.

Acompanhe-nos


Seja notificada por e-mail sobre novas publicações