Ela faz a diferença

Existem pessoas especiais, que mudam mentalidades e melhoram a vida à sua volta. Muitas delas são mulheres como Marines Ronchi.

Você já conheceu alguém que só em estar por perto torna seu dia melhor? Pessoas que te inspiram com boas energias e compartilham um astral benéfico por onde passam? Não precisa ser algo transcendental, nem oba-oba, apenas aquela qualidade genuína de tornar o mundo mais criativo e gentil.

São pessoas que agregam, seja pela generosidade, pela atenção com outro, ou por uma motivação sincera de contribuir positivamente. Nelas, é algo natural sentir felicidade por trazer a bonança para a vida alheia. Permitem que o fluxo siga e, a despeito da própria vontade, agem com a sabedoria e a leveza de gente grande, que tem o coração maior que o ego. Assim, criam oportunidades e despertam no outro o que há de mais iluminado.

Conheça a história de alguém que faz a diferença no mundo, não só por ser mulher, mas também por ser um indivíduo consciente de que há muita coisa a ser mudada no mundo!

Marines é da cidade de Jaraguá do Sul (SC), casada e mãe de uma filha de 28 anos. Bancária de profissão e ciclista por paixão desde 2006.

Seu amor pela bicicleta começou quando era coordenadora de um clube de caminhadas, de onde veio o convite de um amigo para experimentar a MTB. Segundo ela foi amor à primeira pedalada. “Eu não escolhi a mtb, mas ela me escolheu”.

“Aos 40 anos de idade me reinventei como pessoa quando tive contato com uma mountain bike!

De lá para cá minha vida mudou. Hoje aos 50 coleciono milhares de quilômetros rodados, diversas viagens nacionais e internacionais de bike”.

Marines coordena hoje o famoso e brilhante evento chamado “O Pedal da Mari”. São dezenas de eventos que já reuniram milhares de ciclistas, que incentivaram, estimularam e fizeram com que centenas de pessoas começassem a pedalar também.

Possui o título de embaixadora de duas marcas de bicicletas consagradas, como a Soul Cycles Bike, título de embaixadora da maior fabricantes de roupas para ciclistas do país a Free Force, e dezenas de parceiros que contribuem para os grandes eventos da Mari como Banana Brasil e a Overbike. Coleciona desde então centenas de novos amigos e conhecidos, saúde , bem estar e realização pessoal.

Acompanhe a entrevista com a Mari

Como é a sua vida, sua relação e rotina com a bicicleta?

Sou uma apaixonada pelo ato de pedalar. Pedalo de duas a quatro vezes por semana para treinar e porque adoro conhecer novos lugares, porque pedalar abre nossos horizontes e porque a vida é muito mais interessante sobre duas rodas.

Quando você vai de carro você vê a natureza, mas quando você vai de Bike você faz parte dela e essa é a grande sacada da Bike. Também, sempre que posso vou ao trabalho pedalando .

Como tudo começou?

Comecei a organizar eventos em 2011 quando um grupo de amigos de Joinville me pediu um roteiro para fazer aqui em Jaraguá, vieram 28 pessoas convidadas por e mail . Seis anos depois o pedal da Mari já reuniu 15.000 mil pessoas em mais de 60 eventos em SC. Desses grandiosos encontros nasceram o “Pedala Jaraguá” com mais de 300 participantes e um grupo feminino o “Girando com Elas” que é especificamente para mulheres, que a cada novo evento mais e mais adeptos se apaixonam pela bicicleta.

Você acha que é possível construir uma relação de amizade fora dos pedais?

Tenho amigos e amigas maravilhosos que nasceram sobre duas rodas. Em janeiro de 2015 fui madrinha de casamento de um casal que se conheceu no meu pedal e agora em 2017 vamos comemorar o primeiro aninho da filhinha deles.

Que mudanças você percebe do antes e depois da bike em sua vida?

As mudanças são perceptíveis com relação a saúde, perda de peso , bom humor , disposição e alegria .

Aumento SIGNIFICATIVO no meu caso, além de amigos reais tenho 10.000 seguidores nas redes sociais .

Pedala na cidade , estrada ou trilhas?

Sim .. Nos três ambientes. E há que se considerar as emoções das viagens internacionais TRAVESSIA DA VIA CLAUDIA AUGUSTA , TRAVESSIA DA CORDILHEIRA DOS ANDES – TRAVESSIA DA FLORESTA NEGRA – TRECHO NA PATAGÔNIA , inúmeros e maravilhosos lugares no BRASIL.

Qual a sensação de pedalar nestes locais? LIBERDADE. AUTOCONFIANCA INDEPENDÊNCIA E no meu caso a divulgação de vários lugares que faz com que muita gente tenha vontade de conhecê-los de bicicleta.

Como seria sua vida sem a Bicicleta?

NÃO SERIA….

“Reinvente-se você também! A vida sempre vale a pena”!

Não importa quando você queira começar, apenas tente !!!

Fonte: http://blog.opovo.com.br/reporterentrelinhas/pessoas-que-agregam/

É mulher na bike que a gente quer ver no outubro rosa?

O pedal outubro rosa #juntassomosmais em Guarapuava foi lindamente colorido por mulheres maravilhosas. Cada uma no seu ritmo, no seu tempo e na sua vontade abrilhantaram as estradas e a cidade de Guarapuava. Parabéns a família @los_manolos_elas_no_pedal e @biksstore e a todos que colaboraram para este lindo e emocionante evento.

Saiba mais

Compartilhe suas considerações

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Vou de Bike e Salto Alto. Mulheres amantes da bike e do salto alto encontram seu lugar para dividir experiências.

Acompanhe-nos


Seja notificada por e-mail sobre novas publicações